Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Ajuri participa de Encontro da Cultura Popular do Amazonas

O show do Ajuri contará com o talento do cantor Gean Figueiras e participações especiais da Pastorinha "As Natalinas" e do compositor Enéas Dias.

Com repertório autoral e de canções de domínio público, o grupo Ajuri de Parintins vai participar do AMYIPAGUANA – Encontro da Cultura Popular do Amazonas, que acontece em Manaus e vai até 21 de novembro. Ajuri vai se apresentar no penúltimo dia do evento, que contempla ritmos e danças tradicionais da Amazônia, como Toadas de Boi-Bumbá, Marujada de São Benedito, Folias de Gambá de Borba-AM e Pinhel-PA e Jornadas de Pastorinhas Natalinas.

O show do Ajuri contará com o talento do cantor Gean Figueiras e participações especiais da Pastorinha “As Natalinas” e do compositor Enéas Dias. A festa também comemora 37 anos do grupo parintinense e tem a direção do produtor cultural e folclorista Marcos Moura.

O Ajuri gravou um vídeo de apresentação e Marcos Moura vai representar o grupo em Manaus, uma vez que devido as limitações de segurança ao novo coronavírus, não será permitida a participação de toda a equipe. “Acabamos de gravar uma apresentação muito rica em conteúdo com repertório contemplando Boi-Bumbá, ritmos tradicionais como Gambá, Pastorinhas, uma diversidade amazônica nesse novo trabalho do grupo Ajuri de identidade, retratando diferentes manifestações”, disse Marcos.

O AMYIPAGUANA – Encontro de Cultura Popular do Amazonas – vai acontecer no Centro Cultural dos Povos da Amazônia (CCPA) e é realizado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, tendo como tema “Ancestralidade e Identidades”. O evento terá formato híbrido, com atividades presenciais e apresentações transmitidas pelo Facebook e canal do YouTube da Secretaria (@culturadoam) e pela TV Encontro dos Povos. O trabalho será divulgado em todas as capitais do Brasil e cidades internacionais como Nova York (EUA), Roma (Itália), Barcelona (Espanha), Maputo (Moçambique) e Nuremberg (Alemanha).

Texto: Eldiney Alcântara
Foto: Eduardo Melo

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.