Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Amazon Talent MMA confirma mais uma edição de sucesso em noite de nocautes e finalizações

Ao todo foram 12 combates, sendo duas disputas de cinturão, com lutas nas modalidades MMA, muay thai e jiu-jítsu.

Cinco nocautes, duas finalizações, três decisões e duas desistências. Esse foi o saldo da 13ª edição do Amazon Talent MMA, realizada na noite de quinta-feira (09/12), na quadra da Escola de Samba Vitória Régia, localizada no bairro Praça 14, zona sul de Manaus. Chancelado pela Comissão Atlética de Lutas (CAL), o evento foi organizado pelo empresário Sammy Dias e contou com 12 super combates nas modalidades MMA, muay thai e jiu-jítsu.

A primeira luta da noite começou agitando o público presente. Após um primeiro round mais cauteloso, o atleta Juan Monteiro mostrou que não estava para brincadeira e encaixou uma sequência de golpes no adversário Wesley Lima, vencendo por nocaute técnico, aos 4’04” do 2° round. Em seguida, muita movimentação e tentativas de finalização dos atletas Edvaldo Júnior “Barata” e Railson Ferreira. Após três rounds intensos, por decisão dividida, Railson Vieira foi o vencedor.

Diretamente de Santarém, no Pará, o atleta Israel Figueira não contou conversa e mostrou a que veio. Aos 2’55” do primeiro round, ele encaixou uma bela chave de braço (armlock) no adversário Jhonata Soares, vencendo por finalização. No desafio de jiu-jítsu, os atletas André Luiz e Júnior Santos lutaram durante seis minutos, finalizando o duelo empatados por 2 a 2 em pontos e uma falta para cada. Ao final, a decisão foi do árbitro central, com vitória para o lutador André Luiz.

Já no card principal, Ronaldo Tikuna e Cláudio Júnior “Pé de Remo” protagonizaram um duelo de gigantes. Com muita trocação e técnica de ambos os lados, os lutadores mostraram todo o seu talento. Ao fim do combate, vitória para Cláudio Júnior “Pé de Remo”, por decisão unânime. Já na luta entre Alexandre Castro e Allan Ferreira, muita qualidade técnica e golpes encaixados. Aos 4’05” do terceiro round, Ferreira desiste e Alexandre Castro garante a vitória.

*Muay Thai* – Nas disputas válidas pela modalidade muay thai, os vencedores mostraram rapidez nos resultados. Na primeira luta, vitória por nocaute para o atleta Jhonata Izel, que derrubou o oponente, Mateus Silva, aos 1’22” do primeiro round. Em seguida foi a vez do atleta Jordan Rocha, que não brincou em serviço e, no primeiro minuto do primeiro round, nocauteou o adversário Erik Nilo.

*Destaque* – Ainda no card preliminar, um show de técnica entre os atletas Wagner Moreira “Estrela” e Levy “Notorious” Rodniery, que mostraram muita garra e determinação durante o duelo. Aos 1’54” do terceiro round, a vitória veio para “Estrela”, por desistência do adversário. Representante da equipe Renovação Coari Team (RCT), de Coari (município distante 363 quilômetros de Manaus), o vencedor agradeceu o apoio e a oportunidade de lutar o evento.

“Hoje pude lutar num dos maiores eventos do Estado e isso é gratificante. Meu adversário era muito bom, mas graças a Deus fui abençoado com uma grande vitória. Agradeço à minha equipe e ao meu corner, Rogério Sobrinho, por me orientar, ao seu Isaías Cunha por sempre nos apoiar e viver esse sonho conosco e à minha família, por todo o carinho. Essa vitória é de todos nós”, afirmou.

Destaque também para uma das lutas mais aguardadas da noite entre os atletas Thiago de Melo e Thiago Brutus, que fizeram o público vibrar. Depois de um primeiro round acirrado, Thiago de Melo aproveitou a oportunidade e finalizou o adversário com uma guilhotina, aos 1’12” do segundo round.

Após conquistar a quinta vitória de seu cartel, Thiago de Melo anunciou o fim da carreira. “MMA é um esporte maravilhoso e vou sempre lembrar dos momentos bons no octógono, mas chegou a hora de dar prioridade a outros projetos. Hoje foi um dos dias mais felizes da minha vida. Minha família estava em peso para me assistir lutar, meus amigos também, foi lindo ver tudo isso e meu sentimento é de gratidão”, afirmou.

*Disputas de cinturão* – No co-main event da noite, o sargento da Polícia Militar Anderson Santos, o “Choque”, mostrou todo o seu talento e atropelou o adversário paraense, Cássio “Makaco”. Logo aos 1’05” do primeiro round, Choque aproveitou a oportunidade e encaixou uma bela sequência de golpes sobre oponente, garantindo a vitória por nocaute técnico. Com o resultado, o atleta conquistou o segundo cinturão da carreira, dessa vez na categoria Peso-Pena (até 66kg).

“Eu já estava confiante e entrei no octógono pronto para dar o melhor de mim. Treinei e me dediquei muito com minha equipe para vencer essa luta e o resultado foi consequência de toda a preparação. Amo desafios e conquistar esse cinturão foi mais um deles”, destacou Choque.

Para fechar com chave de ouro, além do cinturão na categoria Peso-Leve (até 70kg), o atleta Bruno Quintanilha garantiu o único nocaute das disputas de MMA, sobre o adversário Wilson Cirilo, no duelo mais rápido da noite, sagrando-se campeão em menos de um minuto de luta. Para ele, os resultados são consequência de muito trabalho.

“Eu vim de uma preparação intensa com minha equipe, a Champions Factory, e mesmo com todo o sacrifício, nunca parei de focar no melhor resultado. Quando se trabalha duro, os frutos são esses e eu só tenho a agradecer por mais essa oportunidade de mostrar o meu potencial”, ressaltou Quintanilha.

Agradecimento

Para o organizador do Amazon Talent MMA, o empresário Sammy Dias, o momento é de agradecimento a todos aqueles que se empenharam para a realização de mais uma edição do maior caça talentos do Brasil.

“Quero aqui agradecer a todos pelo trabalho árduo. Aos atletas, que fizeram lutas foram eletrizantes; a todo o staff, que sempre dá o melhor de si; ao público, que confia e prestigia o evento; à imprensa, que divulga nosso trabalho; aos professores, árbitros e todos os patrocinadores, por acreditarem em nosso potencial. Isso foi um pouco do que a gente faz com amor e dedicação. Em 2022 teremos novidades e esse ano, o resultado foi um fechamento com chave de ouro”, destacou.

Confira os resultados da 13ª edição do Amazon Talent MMA

CARD PRINCIPAL

Disputa de cinturão – (Até 70 kg)
Bruno Quintanilha venceu Wilson Cirilo por nocaute, aos 59″ do primeiro round.

Disputa de cinturão – (Até 66 kg)Anderson Choque venceu Cássio “Makaco” Moraes por nocaute técnico, aos 1’05” do primeiro round.

80 kg
Thiago de Melo venceu Thiago Brutus por finalização (guilhotina), aos 1’12” do segundo round.

70 kg
Alexandre Castro venceu Allan Ferreira por desistência, aos 4’05” do terceiro round.

68 kg – Muay Thai
Jordan Rocha venceu Erik Nilo por nocaute, aos 1′ do primeiro round.

70 kg
Cláudio Júnior “Pé de Remo” venceu Ronaldo Tikuna por decisão unânime.

CARD PRELIMINAR

BJJ
André Luiz venceu Júnior Santos após 6′ de luta, por decisão do árbitro central.

68 kg
Wagner Moreira “Estrela” venceu Levy “Notorious” Rodniery por desistência, aos 1’54” do terceiro round.

68 kg – Muay Thai
Jhonathan Izel venceu Mateus Silva por nocaute, aos 1’22” do primeiro round.

66 kg
Israel Figueira venceu Jhonata Soares por finalização (armlock), aos 2’55” do primeiro round.

61 kg
Railson Ferreira venceu Edvaldo Júnior “Barata”, por decisão dividida.

61 kg
Juan Monteiro venceu Wesley Lima por nocaute técnico, aos 4’04” do segundo round.

 

Foto: Greici Fernandes

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.