Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Amistoso indígena contra SEMJUV termina em festa do esporte no ginásio Elias Assayag

O evento foi realizado pela Prefeitura de Parintins por meio da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer - SEMJUV.

Duas grandes partidas de futsal, realizadas na noite deste sábado, 03 de dezembro, no ginásio de Esportes Elias Assayag, movimentaram o esporte parintinense. Disputada nos naipes masculino e feminino, o confronto aconteceu entre a equipe indígena da Escola Municipal Indígena Sateré da Paz – EMISP, da Vila da Paz (localizada no Rio Uaicurapá) e o time da SEMJUV, da sede do município, prevalecendo o espírito esportivo, disputa de bola, grandes lances e com as equipes buscando a vitória durante todo o jogo.

Na primeira partida, no naipe feminino, a EMISP venceu por 3 a 2 a equipe da SEMJUV Parintins com destaque para os gols das jogadoras Lucinete, Lelaine e Lucivana. “Estamos muitos felizes só por estar aqui nesse ginásio, pois é a primeira vez que jogamos em uma quadra, mas com fé em Deus conseguimos a vitória. Lutamos para que o futebol indígena seja reconhecido, hoje foi um dia histórico e obrigado a todos”, comemorou a goleira e capitã da equipe indígena, Franciane Leão.

No segundo jogo, o selecionado da SEMJUV venceu os indígenas pelo placar de 5 a 4. Em reconhecimento a entrega e o bom futebol apresentado em quadra, o troféu, as medalhas e a bola da partida, foi entregue ao time formado por professores e comunitários da Vila da Paz, culminando em uma grande festa esportiva ao término da partida.

O evento foi realizado pela Prefeitura de Parintins por meio da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer – SEMJUV. “Parabenizo as duas equipes indígenas da Vila da Paz e que noite maravilhosa para o esporte, com grandes jogos, abrilhantado com narração e comentário feitos pelos próprios indígenas. Apesar de estarem em um espaço longe da sua realidade, o time da EMISP, não se intimidou e jogaram de igual pra igual, demonstrando um bom futebol com grandes craques”, destaca a coordenadora da SEMJUV, Valdete Prestes.

A coordenadora conclui que o amistoso quebra através do esporte, os desafios invisíveis existentes entre a comunidade indígena e da cidade, conseguindo estreitar esses laços, ajudando a fortalecer as lutas indígenas, apesar da falta de visibilidade que atrapalha os jovens que almejam ter uma carreira no futebol.

O jogo de volta entre as duas equipes acontecerá no dia 19 de dezembro, na Arena EMISP, na Vila da Paz.

 

Texto: Kedson Silva
Fotos: SEMJUV

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.