Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Barreirinha registra mais duas mortes por Covid-19, internações e mortes crescem no município

Hospital Coriolano Lindoso está à beira do colapso, mesmo assim a população não obedece os decretos que restringem circulação nas ruas.

O último boletim sobre a situação epidemiológica em Barreirinha com o cenário atualizado da pandemia, publicado nesta segunda-feira, 1 de fevereiro, mostrou que o número de casos confirmados de COVID-19, internações e mortes cresceram de forma alarmante no mês de janeiro.

No último relatório de 2020 publicado no primeiro dia deste ano, o quantitativo de contaminação era de 1.508 positivados, apenas 01 paciente internado na Sala Rosa e 27 óbitos. Em menos de 30 dias, a taxa de internação cresceu juntamente com os óbitos. Diante deste cenário Barreirinha começou fevereiro registrando duas mortes seguidas de pacientes internados com complicações da COVID-19. A primeira morte foi do artista Adson Lago que veio a óbito na manhã de hoje, algumas horas depois o paciente Alaylson Ferreira Garcia também faleceu, ambos aguardavam abertura de vagas para continuar o tratamento fora do município.

Apesar das alternativas para frear o avanço da contaminação por coronavírus, a Prefeitura de Barreirinha tem tomado medidas preventivas e protetivas para evitar que mais pessoas contraíssem a doença e fossem hospitalizadas. Rondas noturnas para coibir saídas desnecessárias e aglomerações em eventos clandestinos e reforço na fiscalização com apoio da polícia militar, polícia civil e guarda municipal nas barreiras montadas em vias de grande movimentação de veículos e pedestres.

 

Decom BAE

Foto: Divulgação

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.