Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Caps Parintins promove quase 17 mil atendimentos em um ano de pandemia

A diretora do Caps Parintins, Doricy Ribeiro, destacou que o centro continua à disposição de toda a sociedade que necessitar de algum tipo de atendimento psicológico.

O Centro de Atenção Psicossocial de Parintins (Caps) promoveu 16.898 atendimentos de março de 2020 a março de 2021. A ampliação da demanda se deu especialmente por conta da pandemia do novo coronavírus. Deste total, 1.392 foram consultas com médico psiquiatra Alessandro Gonzaga, 2.354 com psicólogos, 2.148 com pedagogos, 1.802 com educadores físicos, além dos farmacêuticos que se destacou com 5.744 atendimentos.

A instituição se preparou para atender a demanda já esperada por conta das perdas familiares causadas pela covid-19 e até mesmo no tratamento de pessoas com alguma sequela psicológica.

Durante o período, a Prefeitura de Parintins, por meio da Secretaria de Saúde, montou uma tenda na área externa para atendimento seguro dos pacientes, fez a contratação de pessoal, aquisição de medicamentos, além da aquisição de um carro para demandas em domicílio. As consultas online também cresceram de forma significativa.

O psiquiatra Alessandro Gonzaga lamentou que a pandemia tenha trazido grande prejuízo psicológico em toda a humanidade, com crescimento de aproximadamente 30 milhões de pessoas com algum tipo de problema a ser tratado. Ele ressaltou a qualidade do trabalho disponibilizado pela Prefeitura de Parintins, Secretaria de Saúde e Caps.

A diretora do Caps Parintins, Doricy Ribeiro, destacou que o centro continua à disposição de toda a sociedade que necessitar de algum tipo de atendimento psicológico. Ela afirmou que hoje são quatro psicólogos, um psiquiatra, farmacêuticos, assistente social, pedagogos, educadores físicos e toda uma equipe multidisciplinar à disposição do parintinense.

 

Texto e Foto: Márcio Costa/Secom

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.