Com história absurda, Alexandro Barros é flagranteado acusado da morte de fisioterapeuta

“Ele (acusado) insiste numa história absurda, uma mentira sem pé e nem cabeça”, diz o investigador Zé Maria Castro afirmando que a delegada Alessandra Trigueiro decididiu flagrantear Alexandro Barros de Souza, 23 anos, como acusado da morte do fisioterapeuta Hugo Dias, pelo artigo 121, homicídio.

Mas segundo o investigador, as investigações vão continuar e o inquérito ainda está aberto. Em resumo ao depoimento do acusado, Zé Maria diz que “o acusado relatou que tomou rumo ignorado pela rua de trás durante uns cinco minutos e que nem desceu as escadas”, mas o policial civil ressalta que as imagens analisadas mostram ele (Alexandro) descendo a escada e passando umas meio hora lá em baixo com o rapaz (Hugo). “Não temos duvida da autoria dele, só queremos saber o que o levou ao desentendimento”, concluiu o investigador.

O suspeito do homicídio já havia sido preso pela Polícia Militar no dia 31 de março deste ano, em posse de arma branca.

Fotos: Polícia Civil

Kedson Silva/Parintins Em Destaque

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here