Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Covid-19: No Rio de Janeiro, réveillon pode ser sem público e carnaval transferido

As escolas de samba cogitam em fazer o desfile na Sapucaí só após a chegada de uma vacina contra a COVID-19.

No Rio de Janeiro a pandemia do novo coronavírus pode interferir no futuro dos maiores eventos do estado, o réveillon e o carnaval. Segundo o subsecretário de Eventos da Secretaria de Cultura do Estado, Rodrigo de Castro, o grupo de trabalho que irá tratar o futuro dos grandes eventos já vem de reunindo desde o final do mês passado para discutir a possibilidade do adiamento do Carnaval de 2021.

Os órgãos competentes afirmam que não há como garantir a segurança da população nos blocos de rua. As escolas de samba cogitam em fazer o desfile na Sapucaí só após a chegada de uma vacina contra a COVID-19.

Na cidade do samba, as quadras, ateliês e barracões estão abertos apenas para a confecção de mais de cem mil máscaras para o combate ao coronavírus e segundo a Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro e a RioTur, ainda é cedo para falar sobre alterações no calendários dos eventos.

Sobre o Réveillon, que é realizado na praia de Copacabana, os organizadores estão pensando em um tipo de evento com apenas parte do público previsto em relação aos anos anteriores, ou uma transmissão virtual.

Fonte: Portal Norte Brasil
Foto: Divulgação/Fernando Grilli/Riotur

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.