Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Em Barreirinha, Semctram auxilia artistas na realização do Cadastro Estadual de Cultura

O auxílio deve beneficiar os profissionais que estão em situação de vulnerabilidade devido à pandemia.

O período de solicitação do auxílio estadual para os trabalhadores da cultura e economia criativa foi prorrogado até o dia 22 de maio. Por conta disso, a Prefeitura de Barreirinha, por meio da Secretaria de Cultura, Turismo e Meio Ambiente (Semctram), está dando suporte e orientação aos artistas para a realização do Cadastro Estadual de Cultura.

O auxílio deve beneficiar os profissionais que estão em situação de vulnerabilidade devido à pandemia. O benefício, no valor de R$ 600, vai ser dividido em três parcelas mensais. Vale ressaltar, que para ter direito ao benefício, é necessário fazer a inscrição no Cadastro Estadual de Cultura, disponível no Portal da Cultura (cultura.am.gov.br).

O secretário de Cultura, Eronildo Cabral, explica que a Semctram está dando o suporte para os artistas que estão com dificuldades no acesso a internet. “A secretaria está disponibilizando uma equipe para auxiliar na realização do cadastro dos artistas, no entanto, a triagem é feita diretamente pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa”, explica.

Cerca de 20 atendimentos estão sendo realizados diariamente e seguem até o próximo sábado, dia 22. Os interessados devem procurar a sede da Semctram nos seguintes horários, de 8h às 18h, sem pausa para o almoço.

A artesã Jaqueline Cabral procurou a secretaria pois estava com dificuldades em realizar o cadastro. “Eu não tenho acesso à internet, por isso vim procurar ajuda aqui na secretaria. É muito importante essa iniciativa de ajudar a nossa classe nessa fase de preencher nosso cadastro, porque estamos passando por muitas dificuldades, principalmente agora na enchente e pandemia. Eu espero ser aprovada para receber o meu auxílio”, ressalta a artesã barreirinhense.

O pagamento do auxílio fica condicionado à verificação de elegibilidade do beneficiário. Para realizar o cadastro são necessários os seguintes documentos digitalizados: RG, CPF, comprovante de residência, autodeclaração, portfólio (fotos de atividades exercidas no setor cultural, matérias veiculadas na imprensa); declaração de órgão público, associações culturais e/ou empresas de eventos informando que o solicitante presta serviços artísticos e culturais e que faz parte da cadeia produtiva; entre outros documentos que comprovem a atuação na área artística e de economia criativa por no mínimo dois anos.

 

Decom da PMB

Foto: Divulgação

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.