Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Em Barreirinha, tia e sobrinho se alagam no rio Andirá e são salvos por pescadores

Eles conseguiram se salvar em cima da canoa que virou de boca para baixo, até serem resgatados por três jovens.

Por volta das 16 horas desta sexta-feira, (10), por pouco tia e sobrinho não se afogam nas águas do Rio Andirá. Os mesmos seguiam para a comunidade de Acurucaua, localizada próxima ao Distrito de Freguesia do Andirá, quando a canoa com rabeta que os dois viajavam não suportou o banzeiro forte do Andirá e alagou.

Eles conseguiram se salvar em cima da canoa que virou de boca para baixo, até serem resgatados por três jovens que passavam ali por perto que foram avisados por um outro rapaz que uma canoa tinha ido a pique no Largo do Rio Andirá.

Francivaldo Penha, que ajudou a resgatar tia e sobrinho, disse que os dois tiveram muita sorte e ajuda de Deus.

“Na nossa volta do puxirum, decidimos colocar a malhadeira para pegar uns maparás, mas tinha muito boto que não nos deixava pescar, depois de três tentativas, decidimos ir embora e foi quando um rapaz veio ao nosso encontro nos chamando assustado e apontado para o meio do Rio Andirá. Ele disse que uma moça e uma criança tinham se alagado, então fomos na direçao e depois de uns 5 minutos procurando, avistamos eles em cima da canoa que estava de boca para baixo e graças ao nosso bom Deus resgatamos eles que já expressavam muito cansaço. Francivaldo disse que o rabeta que foi perdido era emprestado e a moça não tem condições de pagar o mesmo, então quem puder ajudá-la de alguma forma, agradecemos.” Contou Francivaldo Penha.

Por Jair Carneiro

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.