Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha
Festa da Santa

Em Parintins, Coordenadores de praças esportivas recebem orientações sobre liberação das atividades

No encontro, que aconteceu no ginásio Elias Assayag, os coordenadores Valdete Prestes e Jamil Medeiros, além do diretor da FVS, Leopoldo Mendonça, repassaram as orientações para a funcionalidade das atividades.

Com a liberação das práticas esportivas coletivas, a Prefeitura de Parintins, por meio da Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer (Semjuv), com apoio da Vigilância Sanitária, reuniu na segunda-feira (10) com coordenadores das diversas praças esportivas públicas e privadas do município. No encontro, que aconteceu no ginásio Elias Assayag, os coordenadores Valdete Prestes e Jamil Medeiros, além do diretor da FVS, Leopoldo Mendonça, repassaram as orientações para a funcionalidade das atividades, reforçando principalmente que as práticas esportivas estão liberadas sem público e que as competições continuam proibidas.

 

Segundo a coordenadora de incentivo ao esporte e promoção social, Valdete Prestes, a equipe de professores de educação física da SEMJUV dará apoio ao comboio de fiscalização do cumprimento do toque de recolher, na responsabilidade de organizar e fiscalizar as atividades para que não haja aglomeração e mantenham o controle sanitário.

“Sabemos que o povo está sedento por atividades esportivas. Discutimos e com essa reabertura todos querem ajudar, percebendo que ainda não é o momento de abrirmos as atividades para os campos abertos. Tem campo que será possível termos o controle, mas outros não tem como. Nos demais, vamos buscar respeitar todos os critérios do decreto e fazer o que for melhor pelo desporto”, reitera Valdete.

O coordenador da Vigilância Sanitária, Leopoldo Mendonça, avalia que o encontro foi de grande relevância para esclarecer alguns pontos do novo decreto municipal. “Essa abertura do esporte coletivo que estamos falando é justamente para locais fechados. Não podemos fazer, nesse momento ainda, atividades em campos abertos por não termos como controlar as pessoas que gostam de prestigiar o futebol, pois sabemos que o desporto pulsa no sangue do parintinense”, concluiu.

 

Secom

Foto: Kedson Silva

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.