Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

EMTT intensifica fiscalização e orientação para prevenir acidentes de trânsito em Parintins

A autarquia conta com cerca de 30 agentes de trânsitos para realizar operações na cidade, além de dar suporte na fiscalização do cumprimento do toque de recolher.

A Empresa Municipal de Trânsito e Transporte (EMTT) intensificou a fiscalização e orientação para prevenir acidentes de trânsito em Parintins. A autarquia conta com cerca de 30 agentes de trânsitos para realizar operações na cidade, além de dar suporte na fiscalização do cumprimento do toque de recolher.

O diretor-presidente da EMTT, Diego Mascarenhas, informou que em breve serão feitas blitz educativas em três pontos diferentes da cidade simultaneamente durante os finais de semana.

“Peço à população que continue apoiando nossas operações. Estamos nas ruas para tentar trazer um trânsito mais seguro para nossa cidade, para tirar de circulação veículos que não têm condições de trafegarem, menores de idade dirigindo, condutores de veículos com sinais de embriaguez, veículos sem sinalização. Enfim, são esses tipos de veículos que estamos tentando tirar de circulação para que possamos melhorar o trânsito da nossa cidade”, enfatizou.

Diego solicita ainda que pessoas não divulguem nas redes sociais os locais onde são realizadas as blitz, pois este ato é crime, conforme o artigo 265 do Código Penal. Quem divulga os locais das blitz pode ser enquadrado por atentado contra a segurança ou ao funcionamento de serviços de utilidade pública, podendo pegar pena de reclusão de um a cinco anos, mais multa, com possibilidade de perder quatro pontos na carteira.

“Quando você divulga onde estão sendo realizadas as blitz nas suas redes sociais, além de estar cometendo um crime previsto em lei, você pode estar ajudando um criminoso a fugir das nossas blitz. Por exemplo, uma pessoa que esteja armada com intenção de assaltar alguém, pode estar livrando uma pessoa com sinais de embriaguez que mais na frente pode causar algum acidente. Tudo isso pedimos encarecidamente para que a população continue apoiando nosso trabalho e não divulgue nossas blitz para que possamos fazer o nosso trabalho mais efetivo e promover um trânsito mais seguro para nossa Parintins”, alertou.

Gilson Almeida – Secom

Foto: Divulgação

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.