Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Escola Gentil Belém reforça vigilância com medidas de segurança

O massacre na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo no início da semana, levando a óbito oito pessoas (cinco estudantes, duas coordenadoras e um empresário) deixou em alerta as escolas de todo o Brasil. Em Manaus e em Parintins as policias civil e militar investigam ‘possíveis anúncios de atentados’ pelas redes sociais ou denunciados por gestores e alunos.

Diante da violência que assombra os educandários, a Escola Estadual Gentil Belém localizada no bairro Santa Clara, em Parintins (369km de Manaus) reforça vigilância com medidas preventivas para resguardar a segurança de alunos e funcionários. “Realmente é uma preocupação nossa ao observarmos a violência na nossa cidade que tem ficado bem acentuada, principalmente quando acontece próximo da escola (assalto no Mercadinho Santa Clara) e também pelo ocorrido em Suzano (SP)”, relatou o secretário da escola, Aleilson Tavares.

Aleilson aponta que melhoramento do sistema de câmeras e acesso de pessoas sem identificação na área interna da escola são dois pontos importantes na medida de vigilância. “Observamos que o acesso de pessoas na escola estava sem controle, onde qualquer pessoa acabava adentrando a escola. Com essa preocupação, estamos colocando funcionários no portão de entrada para que seja feita uma primeira identificação, para assim, termos um controle de pessoas com acesso as dependências internas da escola. Outra medida importante é o sistema de monitoramento de Câmeras que estamos reestruturando para que estejam todas em funcionamento”, reitera.

Kedson Silva/parintinemdestaque.com

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.