Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Espaço Memorial Caprichoso será inaugurado hoje no complexo Zeca Xibelão

O novo ambiente tem o objetivo de recontar parte da trajetória histórica do Boi negro de Parintins e estará aberto ao público para visitação.

O Boi Caprichoso, por meio do Centro de Documentação e Memória (CEDEM), inaugura nesta quinta-feira (30) um novo espaço, que tem tudo para ser um marco para a história do Festival Folclórico de Parintins. Trata-se do Espaço Memorial Caprichoso, uma mostra que recupera, por meio da arte, a trajetória do povo azul e branco da ilha tupinambarana, desde as primeiras brincadeiras de terreiro e quintal até os espetáculos na arena do Bumbódromo. O espaço foi montado nas dependências da Escola de Arte Irmão Miguel de Pascale, dentro do Complexo Zeca Xibelão, e a solenidade está marcada para iniciar às 18h e 30 min.

O projeto possui a curadoria dos conselheiros de arte do Caprichoso Diego Omar da Silveira, Edwan Oliveira, Paulo Victor e Ericky Nakanome. A execução foi dos artistas Paulo Pimentel, Aldenilson Pimentel e equipe. A abertura do espaço marca a última etapa de trabalho do Cedem Caprichoso em 2021, que durante toda a temporada realizou, através de recursos a Lei Aldir Blanc, um importante trabalho de salvaguarda e do patrimônio material e imaterial de Parintins, ou seja, a brincadeira de Boi e o Festival Folclórico de Parintins.

De acordo com o diretor do Cedem Caprichoso, professor Diego Omar, um dos objetivos é transformar a Escola de Arte em um espaço que abraça a comunidade e também quem vem de fora, um lugar de atividades cotidianas e de eventos culturais. “Queremos acolher ao longo do ano mostras temporárias de fotografias, de croquis de indumentárias e alegorias… tornar realmente nossa arte popular, cada vez mais próxima do público. Dessa forma, a gente pode apresentar para ao torcedor a maneira como pensamos, organizamos e construímos um Boi grandioso, como é o Caprichoso”, comenta.

Ainda segundo Diego Omar a ideia também é oportunizar durante o mês de junho um novo ambiente aos turistas do Brasil e do mundo, que poderão ter um contato próximo com a história viva do maior símbolo cultural do povo parintinense. “Quem nos visitar terá acesso a uma espécie de linha do tempo do Caprichoso, que remonta desde as primeiras brincadeiras nas ruas de Parintins, até toda aquela beleza e exuberância que nós vemos na arena”, destaca.

O artista Edwan Oliveira enaltece o esforço da equipe. “Estamos empenhados há três semanas neste trabalho e queremos proporcionar uma verdadeira viagem pela história do nosso Bumbá. Para isso, construirmos um ambiente típico de nossa Amazônia, com uma cenografia fantástica feita pelos nossos artistas”, explica.

Para 2022, o Cedem Caprichoso organiza uma série de ações culturais e atividades artísticas que serão divulgadas em breve pela diretoria azul e branca.

 

Texto: Marcos Felipe
Foto: Yuri Pinheiro

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.