Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

“Essa live é para quem ama o festival, Parintins e o Boi Caprichoso”, dedica presidente do bumbá, Jender Lobato

O Boi Caprichoso abre a apresentação, às 20h30, com transmissão pela TV A Crítica e A Crítica Play

O Boi-Bumbá Caprichoso entrou na arena do Bumbódromo para realizar ensaio geral, com todos os itens e elenco reduzido, sem gerar aglomeração, de acordo com os protocolos de saúde, na noite desta sexta-feira (26).

Desta vez, as arquibancadas da nação azul e branca estavam vazias, devido ao adiamento do 55º Festival Folclórico de Parintins, em virtude da pandemia da Covid-19. Acompanhado pela equipe de Combate ao Novo Coronavírus, com socorristas da Central de Resgate de Parintins, o ensaio geral foi uma preparação do Boi Caprichoso para a Live Parintins 2020, na noite de hoje (27).

O Boi Caprichoso abre a apresentação, às 20h30, com transmissão pela TV A Crítica e A Crítica Play. O evento é uma realização do Governo do Amazonas e Prefeitura de Parintins. “O Caprichoso vem aqui com uma forma, realmente, de matar a saudade das pessoas. Entrar no Bumbódromo, às 20h, sem a presença de público, arquibancada lotada, sem aquele calor humano, é uma coisa muito diferente de tudo que eu já vivi. Temos que superar a crise, passar pela pandemia e se preparar para, em um futuro muito próximo, promover nosso espetáculo”, enfatiza o presidente do bumbá, Jender Lobato.

Para o artista de alegorias, Algles Ferreira, com 25 anos de carreira no galpão do Caprichoso, foi um misto de sentimento entrar no Bumbódromo, no dia em que seria a primeira noite do festival 2020. “Nunca tinha visto algo como isso. Sabemos que muitas coisas aconteceram e famílias estão de luto. Não tem explicação pisar na arena, depois de três meses. Rever nossos itens, uma tribo, amigos, é muita felicidade, lógico, com toda responsabilidade e cuidado. Tenho certeza que saímos de nosso conforto para fazer um espetáculo ao torcedor em casa, mas só nós sabemos como o nosso coração está”, confessou. 

Da velha guarda do Boi Caprichoso, o marujeiro e associado Admilson Vieira, conhecida como Mãe Querida, avalia que a Live Parintins 2020 é como se fosse uma disputa. “Quando venho para a arena, não tenho cansaço. Aqui o negócio tem que botar para quebrar, mesmo. Infelizmente, tivemos esse problema dessa doença. Faremos tudo com segurança para essa filmagem. Estamos aqui com a maior força de vontade. Tenho 81 anos de idade e não era para estar aqui no meio, mas graças a Deus não sou doente, nem peguei esse vírus. Viemos com toda garra e entusiasmo”, descreveu.

O presidente afirmou que o Boi Caprichoso assume um rito de responsabilidade com vidas, em ter o cuidado de colocar os itens e elenco na arena, para brincar de boi em segurança. “Esse show que vamos fazer, hoje, é para satisfazer as pessoas que estão em casa. Afinal de contas, essa live é para quem ama o festival, Parintins e o Boi Caprichoso. Eu tenho certeza e muita fé que tudo isso vai passar para, em um futuro muito próximo, anunciarmos o nosso festival, trazer renda a Parintins, assim como matarmos, definitivamente, a saudade de milhões de apaixonados pelo Boi Caprichoso”, declarou Jender Lobato.

Texto: Assessoria de Comunicação 
Fotos: Pedro Coelho e Arleison Cruz

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.