Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Lenda da medicina, Romualdo Corrêa volta atender em Parintins

Nunca deixou o município, mesmo diante de propostas para trabalhar em Manaus e em outros centros. Antes da pandemia, já atendia na UBS Tia Leó.

Com 86 anos de idade, 57 dedicados à medicina de Parintins, o médico Romualdo Corrêa retomou os atendimentos na unidade básica de saúde Tia Leó. Por conta da pandemia da Covid-19, Romualdo ficou afastado das atividades por aproximadamente um ano e cinco meses. Durante o período, passou por tratamentos de saúde em Manaus, incluindo uma cirurgia cardíaca. Também sofreu a perda da esposa Maryleide, vítima da Covid.

Pernambucano, chegou no município em 04 de julho 1965, ainda recém-formado para trabalhar na antiga Fundação Sesp. Ao lado do Bispo de Parintins Dom Arcanjo Cerqua, inaugurou o Hospital Padre Colombo em 04 de setembro de 1976, onde atuou na direção da unidade de saúde por várias décadas.

Nunca deixou o município, mesmo diante de propostas para trabalhar em Manaus e em outros centros. Antes da pandemia, já atendia na UBS Tia Leó.

Romualdo afirmou que ainda se recupera de alguns problemas de saúde, mas está fazendo o máximo para atender a população da melhor maneira possível. “A receptividade dos colegas de trabalho foi maravilhosa. Muito carinho, amizade e a gente fica muito feliz. Não estou 100%, mas estou batalhando e pretendo me recuperar”, pontuou.

Nestes 57 anos de trabalhos exclusivos a Parintins, Romualdo Corrêa diz que muitos foram os momentos marcantes nessa caminhada. “Lembro que comecei a operar sozinho. Eu fazia cesariana e cirurgias de modo geral. Às vezes fazia cesária de madrugada. A luz ia embora, ficávamos no escuro e continuávamos com duas ou três lanternas pra terminar a cirurgia. Sempre com êxito total, graças a Deus”, lembrou.

Romualdo Corrêa lembrou que além de trabalhar, convidou outros médicos para atuar em Parintins como o médico Tarcísio Laime, que lamentavelmente faleceu em decorrência da Covid. Sobre a saúde de Parintins, ele parabenizou a gestão da Prefeitura e a Secretaria de Saúde que fez do município mais uma vez sinônimo de trabalho e eficiência, como no trato a pandemia.

AMOR

Segundo o grande médico Romualdo, Amor, é a palavra que define sua relação com Parintins. “Amor, amor. Tive muitos convites logo que cheguei aqui no Amazonas. Fui convidado para ir para Manaus e não quis. Resolvi fica aqui. Constitui família, minha família foi para Manaus estudar e tudo. E assim foi”, completou emocionado.

O secretário de Saúde, Clerton Rodrigues, em nome do prefeito Bi Garcia deu boas-vindas ao profissional de saúde que tanto fez e faz por Parintins. “Romualdo é um patrimônio de Parintins. É nossa referência de atendimento à saúde. Foi o profissional que abriu a primeira clínica particular em Parintins, realizou as primeiras cirurgias no município. É uma satisfação para todos nós. O prefeito Bi Garcia agradece e tem se mostrado bastante feliz com esse retorno”, disse Clerton.

O médico Rafael Fonseca, que também atua na UBS Tia Leó, disse que estar trabalhando ao lado de Romualdo Corrêa é um prazer, pois Romualdo é um mestre da medicina. “Um dos primeiros em Parintns. Ele foi meu professor e hoje estou tendo a honra de trabalhar ao lado. Isso é sensacional e a cada dia a gente aprende mais”, ressaltou.

 

Secom

Foto: Márcio Costa

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.