Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Márcia Baranda defende implantação da Casa da Mulher Brasileira para humanizar atendimento às vítimas da violência

Parintins não conta com um local que realize o acolhimento de mulheres que passam por qualquer tipo de violência.

Oferecer atendimento humanizado às mulheres vítimas da violência doméstica têm sido bandeira da vereadora Márcia Baranda (MDB) que na sessão desta terça-feira, (28), indicou à Prefeitura de Parintins a implantação da Casa da Mulher Brasileira.

Parintins não conta com um local que realize o acolhimento de mulheres que passam por qualquer tipo de violência. “Sem poder contar com nenhum local de apoio, essas vítimas acabam em duas situações: fugindo para casa de parentes para fugir dos abusos, ou permanecendo na sua casa onde os casos de violência acontecem”, ressaltou a vereadora.

Apoio, amparo e esclarecer dúvidas é uma das metas da Casa da Mulher. “Nesse local, a mulher em situação de violência encontrará apoio psicológico, assistência, resguardando sua segurança e bem estar”, destaca.

A Casa possibilita o acolhimento e o encaminhamento da denúncia de forma ágil e especializada, abriga a Delegacia de Defesa da Mulher, Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, Ministério Público e Defensoria Pública. O atendimento é 24 horas. “É um lugar de esperança aos que lutam pelo fim da violência”, concluiu Márcia.

 

Texto: Assessoria

Foto: Simone Brandão

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.