Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Márcia Baranda faz discurso em defesa do diálogo e da vida em busca de solução para Hospital Padre Colombo

Ela lembrou que todo o parintinense tem um história de gratidão com o HPC e sua equipe.

Num discurso em defesa da vida, da saúde, do diálogo, da maturidade e do entendimento, a vereadora Márcia Baranda (MDB), clamou a todas as forças políticas que se unam em busca de uma solução para que o Hospital Padre Colombo volte a ter a estrutura necessária para atender a população de Parintins.

No dia de São Francisco de Assis, que prega o amor e a justiça, em ato irrestrito de solidariedade à Diocese de Parintins, a vereadora chegou a se emocionar durante sua fala na Câmara Municipal de Parintins discorrendo sobre a história do hospital que há mais de 40 anos salva vidas. “Vivemos um momento sensível e delicado uma parte triste da história do Hospital Padre Colombo. Enquanto representantes do povo quero pedir diálogo, entendimento e solução urgente. Eu acredito que é no diálogo que a gente chega a um denominador comum” disse a vereadora.

Márcia pediu que Ministério Público, Defensoria Pública, prefeito, vereadores, deputados estaduais e federais e senadores se unam para dar fim ao problema. “Peço a todos que dê uma solução a esse desencontro de informações e essa troca de acusações. Não podemos permitir e nem condenar que a história da Diocese tenha sua história jogada na lama”, ressaltou, destacando a história da Diocese que há 66 anos promove obras sociais e religiosas em Parintins.

Ela lembrou que todo o parintinense tem um história de gratidão com o HPC e sua equipe. “Quantas vidas foram salvas, quem de nós aqui não tem uma história que viveu e pode contar. Eu sempre fiz questão que minhas filhas fossem de Parintins e nasceram no Hospital Padre Colombo”, lembrou a vereadora, exaltando quantas vidas vieram ao mundo pelas mãos abençoadas das parteiras e médicos.

Marcia chegou a se emocionar pedindo solução urgente. “Eu sou cristã e não acredito em desvio de recursos pela igreja. Quero aqui deixar a minha solidariedade à Diocese. Não é só a igreja católica que vem fazendo o bem, temos a história de Dom Arcângelo e do Pastor Lessa que deram as mãos para praticar o bem. Você não vê a Diocese em redes sociais postando sobre o bem que faz a população”, ressaltou.

Agradeceu a todos que formam a equipe do Hospital, desde os serviços gerais até os médicos. “Obrigada a todos que colaboram e salvam vidas, o nosso bem mais precioso, não podemos brincar com vidas”, disse Márcia.

Com a frase de São Francisco “onde houver ódio que eu leve o amor”, Márcia declarou que com ódio e rancor não se chega a lugar nenhum. “Não podemos esquecer esse povo que não tem condições de pagar um barco e buscar saúde em Manaus”, concluiu.

Ela registrou os aniversariantes do dia Swan Santos, Assessor parlamentar e o amigo Osmar Andrade, desejando-lhes discernimento e sabedoria.

 

Texto: Assessoria

Foto: Simone Brandão

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.