Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Mesmo com forte chuva, feirantes comemoram sucesso de vendas na Feira Livre do Produtor de Barreirinha

Com a pandemia, o evento precisou ser adaptado para evitar prejuízos à população e aos agricultores.

Mesmo com forte chuva, a população barreirinhense foi às compras na 18ª Edição da Feira Livre do Produtor Rural de Barreirinha, que aconteceu nesta sexta-feira (30). Desde as primeiras horas da manhã os feirantes chegaram a Quadra Carlos Dias, para comercializar seus produtos, nesta que é considerada a vitrine da agricultura familiar no município. 41 agricultores da região do Paraná do Ramos: Tutira, Terra Preta do Limão, Vila Cândida, São Francisco Xavier e Sapateiro e do rio Andirá: Ariaú, Tucumanduba, Santa Vitória do Coatá, Boas Novas e Moura, participaram do evento.

O balanço feito pela Secretaria de Produção e Abastecimento (Sempa), responsável pela organização da Feira Livre, cerca de 1070 produtores rurais das localidades do Paraná do Ramos e do Andirá, estão cadastrados e aptos a exporem seus produtos no local. Com a pandemia, o evento precisou ser adaptado para evitar prejuízos à população e aos agricultores, como explica Kennedy Andrade, Secretário da Sempa.

“Atendendo todas as medidas de segurança contra a Covid-19, precisamos trazer pra quadra, justamente para termos o controle, para não gerar aglomeração e manter o distanciamento social, oferendo assim segurança para os agricultores e também para toda a população que vem aqui comprar seus produtos” , completou.

No evento produtos variados estavam a disposição do consumidor, desde o a hortaliça, ao artesanato. Entre os principais produtos estão a melancia, banana, abacaxi, verduras em geral, tapioca, queijo, pé de moleque, gomas e massas de mandioca, tucupi, farinha de mandioca, galinha caipira, plantas ornamentais e medicinais, dentre outros.

O agricultor Udinilzon Vieira Barbosa, 53, da Comunidade do Tutira é fiel participante da Feira. Desta o feirante comercializou queijo, couve e melancia. “Pra mim tem sido tudo muito bom. Sempre que trago meus produtos consigo vender tudo. Não tenho do que reclamar antes a gente não tinha um lugar pra vender agora a gente tem, principalmente em dias como esse de hoje, com essa chuvada, é bom ter um lugar para ficar, pra se esconder da chuva”, ressaltou o agricultor.

Foto: Divulgação/Decom

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.