Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Número de mortos no naufrágio do Anna Karoline III chega a 29, diz Marinha

A aeronave modelo UH-15 (Super Cougar) já realizou o translado de 20 corpos da cidade de Gurupá-PA para Macapá-AP.

Até o momento, foram resgatadas 49 pessoas com vida, entre passageiros e tripulantes
Em nota, a Marinha do Brasil (MB), por intermédio da Capitania dos Portos do Amapá (CPAP), informou que a operação de busca e salvamento pelas vítimas do naufrágio da embarcação “Anna Karoline III” continua pelo sexto dia seguido com apoio de 39 militares da MB, além dos seguintes meios: Aviso Hidroceanográfico Fluvial Rio Xingu, Aviso Balizador Marco Zero, uma lancha ETP LAMPEJO e uma aeronave modelo UH-15 (Super Cougar), do 1° Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Norte. A Marinha lamenta muito o ocorrido e se solidariza com os familiares das vítimas. Todos os esforços estão sendo empregados para o resgate de sobreviventes e para a aprovação do plano de reflutuação da embarcação.

De acordo com o Comando do Corpo de Bombeiros Militares do Amapá, na quinta-feira (5), foram localizados mais quatro corpos, totalizando 29 mortes no naufrágio. Até o momento, foram resgatadas 49 pessoas com vida, entre passageiros e tripulantes, após o naufrágio da embarcação “Anna Karoline III”, nas proximidades da Boca do rio Jari. As equipes da CPAP e dos Bombeiros retomaram, nesta sexta-feira (6), as buscas por possíveis desaparecidos.

A aeronave modelo UH-15 (Super Cougar) já realizou o translado de 20 corpos da cidade de Gurupá-PA para Macapá-AP. O Aviso Hidroceanográfico Fluvial Rio Tocantins, subordinado ao Comando do 4° Distrito Naval, suspendeu da cidade de Belém-PA para ser incorporado aos demais meios, que estão na operação.

A Marinha do Brasil reitera a mobilização total da Capitania dos Portos do Amapá para analisar o Plano de Reflutuação da Embarcação com a maior brevidade possível, após o seu recebimento, a fim de aprová-lo, de acordo com as normas vigentes, e, assim, permitir que a empresa contratada pela Defesa Civil execute o projeto. A MB reforça que as etapas normatizadas em lei devem ser rigorosamente cumpridas para eliminar qualquer risco de vida dos envolvidos na operação.

Por: Manoel Cardoso
Foto: Reprodução

Fonte: Portal Santarém

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.