Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Parintinenses transformam eventos em opção de renda

São muitos os ateliês, artistas que aproveitam a época e o embalo da folia para lucrar.

Carnaval, sinônimo de diversão e festa para a maioria. Mas, essa folia tornou-se tempo de novas ideias e muita criatividade para animar os negócios e fugir das dificuldades do cenário econômico.

São muitos os ateliês, artistas que aproveitam a época e o embalo da folia para lucrar. Como empreendedora que também atua no ramo de eventos com seus familiares, Márcia Baranda fez uma visita ao ateliê Noura Worshop, no Bairro São Francisco, onde o negócio também é de família.

O empreendedorismo foi a porta aberta para eles que fazem parte da cadeia produtiva do carnaval. Costumizar camisetas, criar fantasias, produzir acessórios diferenciados tem tudo a ver com a família do artista Euler Oliveira. A inspiração é dona Noura, matriarca que desde adolescente é costureira. Trabalhou no Boi Caprichoso e nas escolas de samba de São Paulo Dragões da Real e Mocidade Alegre. Durante anos trabalhou com o artista Edwan Oliveira.

“Quando ela voltou do carnaval trouxe muitas ideias e nasceu a empresa. Somos MEI( micro empreendedor individual). Todos aprendemos a costurar e produzir as peças como pede o cliente”, conta Euler.
Ele também teve passagem pelos bois e escolas de samba, mas foi em família que o negócio deu certo.

O ateliê também trabalha a produção da Banda Os Top’s que embala a festa do Kwaiti que neste ano fará 20 anos com evento marcado para o dia 15 de fevereiro. “Produzimos muito para essa festa. Até na hora de começar ainda tem gente procurando fantasias”, destacou.

Para Euler, o carnaval movimenta os negócios locais e aumenta a renda da família. “Duas épocas boas, carnaval e festival”, comenta.

Marcia Baranda conheceu o empreendimento e destacou a necessidade de apoiar os pequenos negócios. “É uma família de coragem e de muita criatividade, precisa ter um olhar diferenciado”, disse.

Para Márcia, o carnaval é uma festa que aquece a economia e proporciona resultado positivos em muitos setores. “Existem outros segmentos. A Família da Noura é um exemplo, é uma inspiração pra quem vai colocar o bloco e a criatividade na rua”, disse Márcia.

Fotos: Hamilton Duarte

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.