Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Parintins inicia a PROGRAMAÇÃO DA CAMPANHA DEZEMBRO VERMELHO de prevenção e luta contra HIV AIDS

Só em 2021 foram 47 novos casos já confirmados, sendo 31 homens e 16 mulheres, dentre elas 06 grávidas.

O município de Parintins, neste 1º de dezembro, Dia Internacional de Prevenção e Luta contra o HIV-AIDS, realizou programação de abertura da campanha Dezembro Vermelho. O evento ocorreu na sede do Distrito Sanitário Especial Indígena – DSEI Parintins. Desde 1992, o município registra 761 casos , sendo que 423 recebem o tratamento antirretroviral TARV (conhecido como COQUETEL) e isso mantém o município na 2° colocação de condição de número de casos de HIV/AIDS no Estado do Amazonas. Só em 2021 foram 47 novos casos já confirmados, sendo 31 homens e 16 mulheres, dentre elas 06 grávidas.

O Dezembro Vermelho consistirá na realização de eventos como rodas de conversa, blitze de testagens, capacitações, orientações médicas, atividades de educação em saúde , oferta de Testagem Rápida de HIV, SIFILIS e HEPATITES B e C, dentre outras ações que acontecerão nas unidades básicas, pontos estratégicos do município, zona rural e área indígena em parceria com o DSEI Parintins, CTA, Vigilância em Saúde, Pastoral da Aids e ONGs que apoiam a prevenção e combate à doença.

A gerente do programa HIV-AIDS da Secretaria Municipal de Saúde, Ivanira Pimentel, afirmou que Parintins tem um programa municipal já estabelecido há vários anos, no apoio a infectados pelo vírus HIV com atendimento e entrega de TARV no município. Existe o oferecimento do antirretroviral gratuitamente. “É uma ação que necessita de um trabalho ético, dedicação ao paciente que ainda tem vergonha, mesmo com a diminuição da estigmatização do paciente com HIV. Apostamos ainda muito na prevenção realizando principalmente na entrega de materiais informativos e preservativos em todas as nossas unidades de saúde”, lembrou.

Coordenador do DSEI Parintins, Atila Oliveira lembrou da importância da campanha Dezembro Vermelho para a comunidade parintinense e também para os povos indígenas. “A gente agradece nossos parceiros da Secretaria de Saúde, da Pastoral da AIDS que aceitaram o nosso convite e estiveram aqui trazendo uma mensagem de como é importante os nossos profissionais da saúde indígena levarem esse trabalho de testagem, busca ativa e prevenção para as aldeias, proporcionando qualidade no atendimento”, ressaltou.

O representante da Pastoral da AIDS, Adinamar Miranda, falou da alegria em poder integrar a campanha Dezembro Vermelho em Parintins e salientou a necessidade de diminuir ou até zerar o índice de novos casos, mortes e discriminação.

 

Secom

Foto: Márcio Costa

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.