Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Prefeitura de Barreirinha realiza curso de capacitação para meliponicultores da região do Paraná do Ramos

Um dos participantes da capacitação foi o criador Marcílio Teixeira, que desde 2006 trabalha com a criação de abelhas sem ferrão.

Com o objetivo de fortalecer a produção de mel na zona rural de Barreirinha, mais de trinta meliponicultores de Cametá do Ramos, Vila Cândida, Santa Maria do Lago Preto e demais adjacências participaram do Curso de Capacitação para a Criação Racional de Abelhas sem Ferrão realizado pela Prefeitura de Barreirinha, por meio da Secretaria Municipal de Produção e Abastecimento (Sempa) no último sábado (28).

A atividade que faz parte do Plano Operativo para o setor primário do município, contou com a participação do prefeito Glenio Seixas, que acompanhou de perto as oficinas demonstrativas sobre o manejo, coleta e beneficiamento do mel e a legalização dos meliponários, local onde são concentradas as colmeias.

“Na região aqui do Ramos de cima está muito presente essa cultura do mel e fiquei impressionado com a quantidade de pessoas que vieram participar conosco da atividade e a presença dos órgãos como a ADAF e a SEMPA, dando a esperança a estes criadores para irem em busca da regularização da produção. Parabéns a todos os envolvidos”, destacou Seixas.

O momento também foi propício para a realização de cadastros de criadores de abelhas junto a Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (ADAF) e entrega Cadastros Técnicos Federais (CTF), permitindo aos criadores o licenciamento necessário perante aos órgão de regulamentação ambiental federal e estadual.

Um dos participantes da capacitação foi o criador Marcílio Teixeira, que desde 2006 trabalha com a criação de abelhas sem ferrão. Ele diz que o momento foi para renovar a esperança nesta atividade de grande potencial para o desenvolvimento econômico da região. “Eu tenho certeza que agora não vamos ficar onde estávamos, esquecidos. O prefeito e a Sempa realizaram um sonho meu de sobreviver o que estava esquecido”, conclui.

Outro criador que ficou entusiasmado com o curso foi Jatir Soares, 44 anos, que elogiou o trabalho realizado pela prefeitura. “Eu vejo um potencial, foi uma coisa muito legal essa iniciativa da prefeitura. Pretendo continuar um trabalho que estava parado e incentivar os amigos para trabalharmos em conjunto para que venhamos ter uma produção melhor e com qualidade”, disse.

De acordo com a equipe técnica da SEMPA, a atividade será estendida para outras localidade rurais de Barreirinha, onde também é desenvolvida a criação de abelhas e produção de mel.

 

Texto e fotos: Decom da PMB

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.