Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Prefeitura e Estado se unem para prestar auxílio a famílias de áreas alagadas de Parintins

De acordo com o prefeito Bi Garcia, a vinda da secretária Alessandra Campelo a Parintins é de suma importância para aumentar a assistência à população atingida diretamente pela subida das águas do rio Amazonas no município.

As famílias atingidas pela enchente do rio Amazonas em Parintins estão sendo assistidas com uma série de ações promovidas pela Prefeitura Municipal. O trabalho foi acompanhado nesta quarta-feira, 12 de maio, pelo prefeito Bi Garcia (DEM), primeira-dama Mayra Dias, secretária de Estado de Assistência Social, Alessandra Campelo, presidente da Câmara, Mateus Assayag, secretários municipais e os vereadores Telo Pinto (PSDB) e Cabo Linhares (PSL).

Para fortalecer as ações de auxílio às famílias que moram em áreas alagadas, Prefeitura e Estado farão um trabalho em conjunto para a distribuição de cestas básicas, distribuição de auxílio estadual para enchente, aquisição de madeira para construção de marombas nas residências, dentre outras ações.

De acordo com o prefeito Bi Garcia, a vinda da secretária Alessandra Campelo a Parintins é de suma importância para aumentar a assistência à população atingida diretamente pela subida das águas do rio Amazonas no município. Com o trabalho em parceria, o principal foco neste momento será a compra de madeira para a construção de pontes e marombas, como garante o prefeito.

“Estamos com muita dificuldade na compra de madeira. A Prefeitura só pode comprar madeira legalizada. Vamos priorizar as pontes para depois buscar ajuda para fazer maromba nas residências que estão alagadas pela enchente do rio Amazonas”, relata o prefeito Bi Garcia.

A secretária de Estado de Assistência Social, Alessandra Campelo, destaca a sensibilidade do prefeito Bi Garcia em prestar todo o auxílio possível para as famílias atingidas pela enchente e elenca todas as ações que Estado e Município realizarão em Parintins durante a enchente.

“Hoje a gente está aqui atendendo uma necessidade básica, que é combater a insegurança alimentar. As pessoas estão passando necessidades e estamos vindo aqui. Nos próximos dias estamos entrando com ajuda humanitária do Governo do Estado, através da Defesa Civil, com cestas básicas, botijas de gás, madeira e a gente vai entrar logo em seguida com o cartão de auxílio estadual para enchente. Essas famílias vão receber um cartão no valor de R$ 300,00 para atender suas necessidades básicas nesse momento tão difícil”, elenca Alessandra Campelo.

 

Fotos: Daniel Sicsú

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.