Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Presidente da Câmara pede atenção para Segurança Pública em Parintins

O presidente da Câmara Municipal de Parintins, vereador Telo Pinto (PSDB), na manhã dessa segunda-feira (13), expressou seu orgulho pela festa em homenagem às mães, realizada pela Prefeitura. A festividade deixou de acontecer na gestão passada, porém, o prefeito Bi Garcia retomou o evento, com a parceria do comércio local, de funcionários de cargos comissionados e de vereadores. Telo revelou que foi um dos entusiastas do evento, que este ano chegou à 11ª edição e contemplou 700 mães com premiações diversas. “Foi noticiado que o governador Wilson Lima vai transferir a sede do governo estadual para nossa cidade nos dias 22, 23 e 24, agora de Maio. É necessário que se faça um movimento para cobrar do Governo do Estado uma ação mais efetiva em Segurança Pública”, sugeriu.

“Precisamos efetivar com tropa armada, treinada e com efetivo suficiente a nossa Polícia Militar em Parintins. Eu acho um heroísmo os policiais fazem com tão pouca estrutura, dar conta de uma cidade que, hoje, na sede, tem mais de 100 mil pessoas e, ainda assim, os relatos de violência não são alarmantes do ponto de vista do quantitativo, pode ser do ponto de vista da brutalidade. A questão da Segurança Pública é primordial nesse diálogo que vamos ter com o governador Wilson Lima nos três dias que vai ficar em Parintins”, declarou.

Em convênio entre governo Estado e Prefeitura, acontece em Parintins o recapeamento asfáltico. Com isso, o edil propôs aos vereadores Afonso Caburi (PTB) e Renei Mocambo (PR), que, em conjunto, apresentem Indicação à Prefeitura para requerer recapeamento e tapa-buraco nos Distritos de Caburi e Mocambo.

Sobre a zona rural de Parintins, Telo comentou que “começa a receber efetivamente a mão amiga da Prefeitura de Parintins, com melhorias que estão acontecendo”. Nesse sentido, apresentou demandas da comunidade Nossa Senhora da Assunção do Zé Miri, via Requerimento. Ele solicitou a construção da Casa do Professor na localidade, visto que “quando começa o ano letivo, o professor da escola não tem onde morar”, bem como a melhoria no campo de futebol.

Texto: Clely Ferreira – Assessoria de Imprensa da Câmara / Foto: Simone Brandão

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.