Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Profissionais de saúde são os primeiros a serem vacinados em Parintins

A técnica de enfermagem e indígena Sateré-Mawé Nadma Ferreira, da Vila Batista, foi imunizada entre os profissionais de saúde.

O município de Parintins, segunda maior cidade do Amazonas, recebeu na tarde desta terça-feira, dia 19 de janeiro, 1.069 doses de vacina Coronavac contra a Covid-19. Os primeiros imunizados serão trabalhadores da saúde. O número de doses enviadas corresponde a apenas 34% dos trabalhadores atuantes nos hospitais e unidades de saúde. Das 1.069 doses, 514 serão repassadas ao Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI Parintins).

A expectativa inicial da Prefeitura, Secretaria de Saúde e Coordenação de Vigilância em Saúde para a primeira fase era de 4.466 doses, correspondente a profissionais da saúde, idosos acima de 75 anos e população indígena aldeada.

Apesar da queda significativa no quantitativo de vacinas enviados, o prefeito de Parintins, Bi Garcia, comemora o início da imunização no município. “Que bom que chegou a vacina. Que bom que as autoridades do Brasil entenderam a necessidade de vacinar a população. Esse é o início. Apenas 1.069 vacinas. Vai atender a prioridade que são os profissionais da linha de frente da saúde, mas apenas alcançando o índice de 34%”, frisa o prefeito.

Primeiro parintinense vacinado contra a Covid-19, o médico Alberto Figueiredo, que atua diretamente no enfrentamento do novo coronavírus, destaca que o imunizante chega no momento certo, em que Parintins enfrenta a fase mais difícil da pandemia. “É uma emoção muito grande. É esperança de dias melhoras, tranquilidade. A gente tem vivido dez meses muito difíceis, de muito trabalho, de vitórias, mas muitas derrotas também. Perdemos muitos pacientes, perdemos amigos. Sem dúvida a vacina nos traz a esperança de que isso vai começar a passar”, ressalta.

Diretora do Hospital Jofre Cohen, referência no tratamento de pacientes com casos agravados de Covid, a enfermeira Joseane Mascarenhas relata a emoção de receber a primeira dose da vacina. “Hoje nós estamos completando dez meses no combate à pandemia no município. Nós perdemos muitas vidas durante esses dez meses, mas nós salvamos também muitas vidas. Diuturnamente a gente está dentro do hospital, fazendo de tudo para que a gente possa cada vez mais salvar a vida da nossa população. Isso me dá vida, me dá um gás para continuar nessa batalha”, conclui Joseane.

 

Fonte: Secom Parintins

Fotos: Arleison Cruz

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.