Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Promovido pela Ufam/Parintins, segundo Fopin encerra atividades e anuncia premiados

Por conta do cenário da pandemia da covid-19, o evento ocorreu de forma online e trouxe como tema o isolamento social vivenciado neste período.

O Festival de Cinema Focaliza Parintins (Fopin), promovido pelo curso de jornalismo da UFAM Parintins, encerrou suas atividades nesta quarta-feira com a live que anunciou os vencedores do Prêmio Pacu de Audiovisual e Melhor Cosplay 2020. A programação contou ainda com apresentações musicais de parintinenses.

Por conta do cenário da pandemia da covid-19, o evento ocorreu de forma online e trouxe como tema o isolamento social vivenciado neste período. Os participantes tiveram que usar sua criatividade para produzir filmes de até 3 minutos e cosplays dentro de suas casas.  Como novidade, nessa segunda edição o Fopin abriu a seleção de filmes para o público parintinense.

A acadêmica de Jornalismo Taíssa Tavares e o cinegrafista Melk Guerreiro foram os vencedores do Prêmio Pacu de audiovisual, cujo resultado foi anunciado nesta quarta-feira, na live que foi ar pela página do Facebook do evento. Taíssa Tavares venceu na modalidade filme de não-ficção do público universitário, sendo premiada com o Prêmio Pacu de Melhor Fotografia, pela produção do filme “Reflexões de um Isolamento”. O cinegrafista Melk Guerreiro produziu o filme “Pesadelo da Pandemia” e venceu na modalidade filme de ficção do público externo, na categoria de Melhor Filme.

Além da premiação para os melhores filmes, foi premiado também o melhor cosplay. Dentre as finalistas selecionadas, a acadêmica de jornalismo, Rosibel Xavier, venceu o concurso com o cosplay da princesa Tiana, personagem do filme “A princesa e o Sapo”, numa disputa acirrada com as finalistas Luciana Veiga e Ádria Albuquerque.

  Nos dias 28 e 29 de setembro, o Fopin realizou diversas palestras online sobre temáticas relacionadas ao cinema. Os palestrantes eram ex-alunos e professores do curso, além de docentes de outras universidades e também profissionais da área da comunicação. As palestras foram transmitidas pelo grupo do evento e algumas também foram veiculadas na programação da Rádio Clube.

Este é o primeiro ano que o Fopin aceita inscrições de produções do público de fora da universidade, e a coordenadora do evento, Graciene Siqueira, diz que aguarda a adesão de cineastas locais para consolidar o evento no calendário cultural de Parintins. “O Fopin nasceu como atividade final de uma disciplina do curso, mas nossa meta é incentivar o parintinense fora da universidade a também produzir filmes. Sabemos que temos ótimos artistas aqui, mas que não têm muitas oportunidades de mostrar seu trabalho”, afirma a professora.

O Fopin é o único Festival de Cinema realizado na cidade de Parintins, e já conta com o apoio de várias instituições e entidades, dentre elas a Rádio Clube de Parintins, a empresa Paris Vidros, o programa Olho Aberto e o jornalista Carlos Alexandre.

Foto: Divulgação

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.