Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Sejel reúne representantes do Estado, Municípios, Legislativo e Governo Federal no 1º Fórum de Esportes do Amazonas

O 1º Fórum de Secretários de Esportes do Amazonas, realizado pela Secretaria de Estado de Juventude, Esportes e Lazer (Sejel), nesta quinta-feira (28) e sexta (29), na Arena da Amazônia, reuniu representantes de 41 dos 62 municípios, deputados estaduais, secretários de Estado e representantes do Ministério da Cidadania, responsável pela Secretaria Especial de Esportes (antigo Ministério dos Esportes).

“É uma ação inovadora do Governo Wilson Lima: o investimento na construção do conhecimento técnico. Esse é o caminho para muitos problemas enfrentados nas nossas cidades. Chega de pires nas mãos. Vamos fazer projetos”, enfatizou o titular da Sejel, Caio André de Oliveira.

Ele ressaltou que o evento foi criado com o intuito de capacitar gestores esportivos do interior e da capital do Amazonas em projetos, em acordo com o Sistema Nacional de Convênios( Siconv), do Governo Federal. “Agregamos conhecimentos diversos e nesses dois dias demos um direcionamento aos nossos irmãos do interior. Dessa forma, as possibilidades de desenvolvimento são bem maiores e poderão ser feitas com independência”, explicou o secretário.

Representantes – Entre as instituições presentes no Fórum estavam a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplancti), Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), Companhia de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Ciama), Associação Amazonense de Municípios (AAM), Banco Bradesco, Banco da Amazônia, Federação Amazonense de Futebol (FAF), entre outras instituições.

A elaboração de projetos, o acesso ao sistema de convênios, a regularização institucional e a captação de recursos federais foram alguns dos temas abordados durante o primeiro dia de atividades, conforme explicou o secretário adjunto da Sejel e coordenador do Fórum, Adérito Penafort Júnior.

“Grandes contribuições foram dadas neste primeiro dia de atividades pelas instituições participantes, e isto é fundamental para o estreitamento de relações com os municípios. Temas referentes a projetos, linhas de investimento e demais fatores para a obtenção de recursos foram recorrentes e, com certeza, serão de grande valia para a obtenção de resultados positivos diante das ações propostas”, destacou.

Viva Esporte – Como estímulo ao esporte é parte dos trabalhos da Sejel para o ano 2019, o secretário Caio André informou em primeira mão aos participantes do Fórum sobre a implantação do projeto “Viva Esporte”, que em breve será lançado para atender todo o Estado.

“Vamos dar prioridade para os municípios que estão participando do Fórum. Iremos implementar polos para a prática de atividades, inicialmente com o voleibol. Queremos aumentar o índice técnico de nossos atletas e levar não apenas o esporte de alto rendimento, mas também o esporte comunitário a todos os nossos irmãos do interior”, disse.

Para Caio, esse projeto ajudará a formar grandes vencedores no esporte amazonense. “Queremos captar os grandes talentos por meio de projetos implementados em todo o Amazonas. A ideia é levar pelo menos um polo a cada município, para que as atividades esportivas possam ser realizadas de forma completa. Assim, teremos a formação dos atletas, que poderão atuar em diversas modalidades e desenvolver suas potencialidades para formar, em algum tempo, campeões e desportistas de referência para o Amazonas”, concluiu.

Financiamentos – No segundo dia do Fórum, os secretários e representantes puderam entender como funciona os financiamentos da Afeam, inclusive as Linhas de Crédito direcionadas para os municípios. Pelo Ministério da Cidadania (MC), o chefe de gabinete da Secretaria Especial de Esporte, Alexandre Lêda, explicou o novo formato do Ministério e sobre o Sistema de Convênios (Sincov), que foi criado em 2008 para administrar as transferências voluntárias de recursos da União nos convênios firmados com estados e municípios.

Rafael Azevedo Santos, diretor do Departamento de Esporte de Base e Alto Rendimento da Secretaria Especial dos Esportes, explanou sobre as possibilidades já existentes e que são pouco utilizadas pelos municípios do interior, por falta de conhecimento técnico. “O Governo Federal tem a maior preocupação com as populações interioranas, mas é preciso que elas estejam prontas para receber as verbas”, explicou.

Um desses programas federais é “Comunidade Ribeirinha”, que leva políticas públicas para as comunidades mais distantes dos grandes centros. ”Estamos muito alegres com essa iniciativa do Governo do Amazonas em compartilhar conhecimento e iniciar pelos secretários municipais. Parabéns e obrigado por nos permitir participar desse momento transformador”, destacou Alexandre Lêda.

Preocupação com o interior – Para a coordenadora de Incentivo ao Esporte e Promoção Social de Parintins, Valdete Prestes, as informações foram importantes, uma vez que o maior problema dos municípios é a falta de verba para execução de projetos. “Precisamos parabenizar a Sejel, pois esse Fórum foi muito especial. Ele nos engradeceu, pois nunca havia sido feito algo assim, preocupado com todo o interior do estado. Quanto aos programas do Ministério da Cidadania, seguiremos todas as sugestões, pois precisamos de recursos para realizarmos projetos. Afinal, esse é o nosso maior problema: a falta de recurso”, comentou.

O segundo dia de Fórum foi marcado também pela apresentação da Ciama. O diretor-presidente, Antônio Aluízio Barbosa Ferreira, explanou sobre as ações da companhia em todo o estado e as possibilidades, a partir da elaboração de projetos voltados para o interior do Amazonas. Alexandre Ramos, diretor do Departamento de Esporte e Lazer do município de Jutaí, avaliou muito positivamente o evento. “Nem sabíamos da existência da Ciama e seus serviços. Estamos muito felizes com esse treinamento na esperança de contribuirmos verdadeiramente não apenas com o esporte em nossas cidades, mas com toda a administração municipal. Muito obrigado à Sejel por ter nos dado essa oportunidade de aprendizado”.

Foto: Mauro Neto
SEJEL

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.