Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Sempa e Cetam capacitam mais de 10 mulheres em avicultura caipira em São Tomé do Uaicurapá

Os certificados da Formação Inicial e Continuada (FIC) garantem às mulheres beneficiadas acesso ao financiamento de R$ 5 mil até R$ 21 mil na Afeam.

Mais de 10 produtoras rurais da comunidade São Tomé do Rio Uaicurapá estão qualificadas profissionalmente na criação de aves caipiras, após curso do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) em parceria com a Secretaria Municipal de Pecuária, Agricultura e Abastecimento (Sempa). Os certificados da Formação Inicial e Continuada (FIC) garantem às mulheres beneficiadas acesso ao financiamento de R$ 5 mil até R$ 21 mil na Agência de Fomentos do Estado do Amazonas (Afeam) para a execução e gerenciamentos dos projetos de avicultura.

A instrutora do curso viabilizado pela coordenadora de Produção Animal da Sempa, zootecnista Kaila Cerdeira, ensinou técnicas de construção de galpão, cuidados com pintos, alimentação das aves para cada fase da criação, limpeza e desinfecção das instalações, custo de produção, vacinação e as diferenças na criação de aves de corte e postura. A formação em avicultura para produção de carne e de ovos no Rio Uaicurapá foi planejada pelo prefeito Bi Garcia e secretário municipal de Pecuária, Agricultura e Abastecimento, Tião Teixeira, com a gerente acadêmica do Cetam Parintins, Francy Lima.

O objetivo do curso é promover a melhoria da qualidade de vida das famílias de São Tomé, com geração de renda na comunidade, e combater a escassez de alimentos na área, em consequência da diminuição de peixes no rio de água preta.

A professora Maria do Carmo Moraes ficou entusiasmada com o aprendizado adquirido com a zootecnista Kaila Cerdeira para criar galinha caipira de maneira mais eficiente. “Foi de muita importância, porque tocou em cada participante e a gente observou a vontade de mudarem o meio de vida aqui na comunidade. Isso nos engrandece muito”, ressaltou.

Dona Terezinha de Jesus Belém teve a oportunidade de aprimorar os conhecimentos técnicos em avicultura para aplicar na prática com o envolvimento dos filhos. “A gente vai trabalhar para melhorar. O que não sabíamos, vamos procurar fazer, a partir de agora. Esse curso é muito bom para levarmos adiante nossa vida aqui. Força de vontade e experiência a gente tem. Somos muito gratos por essa formação do Cetam com a Sempa. Tenho fé em Deus que vamos levar em frente esse projeto para matar nossa fome e a fome de muitas crianças”, declarou.

A gerente acadêmica do Cetam Parintins, Francy Lima, anunciou que as beneficiadas podem financiar a atividade pela Afeam e enalteceu mais uma ação conjunta com a Sempa. “Com esse incentivo, vai aumentar a produção não só para o consumo familiar, mas também para ser comercializada no mercado da cidade. Essa parceria tem dado certo, por poder qualificar os produtores na própria comunidade, pois sabemos das dificuldades de deslocamento até a sede do município. Outra parceria Cetam e Afeam concede financiamento com juros baixo aos alunos certificados para empreenderem”, frisou.

O secretário Tião Teixeira afirma que a avicultura caipira é uma alternativa econômica com grande potencial para as famílias da comunidade São Tomé. “Conhecemos a realidade daqui. Tem um período no ano que fica muito difícil o sustento para o povo. Essa capacitação vai ajudar a desenvolver a criação de aves para se tornar uma fonte de renda”, assegurou.

O Acordo de Cooperação Técnica da Prefeitura de Parintins com o Cetam, executado pela Sempa, já contemplou com curso de avicultura todas as comunidades indígenas do Povo Sateré-Mawé e São João do Jacú, no Rio Uaicurapá.

 

Foto: Gerlean Brasil

Secom Parintins

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.