Parintins em Destaque
O Jornal Popular da Ilha

Vereadores pedem intervenção do Ministério Público e Defensoria Pública de Parintins para aquisição de oxigênio

Mateus Assayag ressalta a urgência da aquisição de oxigênio para atender os hospitais de Parintins, tendo em vista a utilização desse insumo de forma essencial e constante pelas unidades.

O Presidente da Câmara Municipal de Parintins, Vereador Mateus Assayag (PL), em nome de todos os Vereadores e Vereadoras, protocolou Ofício nº 016/2021-CMP, de 15 de janeiro de 2021, junto ao Ministério Público e a Defensoria Pública de Parintins, no sentido de determinar às empresas fornecedoras de oxigênio hospitalar Nitron da Amazônia, White Martins Gases e Carboxi Gases, em Manaus, a fornecer cilindros e/ou tanques de oxigênio para a Prefeitura Municipal de Parintins.

O Legislativo pede a intervenção da Promotora de Justiça Marina Campos Maciel, da Defensora Pública Gabriela Ferreira Gonçalves e do Defensor Público Luiz Gustavo do Nascimento Cardoso, para que atendam ao pedido, uma vez que o oxigênio é essencial na luta para salvar vidas.

“Esse pedido visa atender as necessidades da rede hospitalar nesse momento em que os boletins epidemiológicos apontam crescimento alarmante de casos confirmados e de internações de pacientes em estados graves em nossa cidade por conta da pandemia da Covid-19”, comentou Assayag.

Diariamente, o parlamentar acompanha in loco o Poder Executivo e as tentativas do Prefeito Bi Garcia (DEM) em adquirir o produto. Segundo Mateus, a Prefeitura de Parintins enfrenta inúmeras dificuldades em conseguir oxigênio até mesmo com os fornecedores próprios da Prefeitura, em Manaus.

Mateus Assayag ressalta a urgência da aquisição de oxigênio para atender os hospitais de Parintins, tendo em vista a utilização desse insumo de forma essencial e constante pelas unidades. “O Estado do Amazonas vive o momento mais crítico no enfrentamento da pandemia da Covid-19 e está com o sistema de saúde em colapso. Em Parintins, embora muitas ações tenham sido tomadas para conter a disseminação do quadro epidemiológico e diminuir a circulação do Novo Coronavírus no município, a situação hoje é de emergência com crescimento alarmante”, justificou Mateus no documento enviado ao Ministério Público e à Defensoria Pública de Parintins.

Por Mayara Carneiro – Assessoria de Imprensa da CMP
Foto: Yuri Pinheiro

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.